Como se destacar nas entrevistas de emprego!

No artigo anterior “Um bom Currículo faz toda a diferença!” foram apresentadas de forma simples e objetiva, algumas dicas de estruturação de um currículo com foco para quem está iniciando ou buscando recolocação na área de TI.

Neste artigo, o objetivo é apresentar dicas e situações que possam auxiliar o candidato a se destacar nas entrevistas e dinâmicas de emprego, quando o Curriculum Vitae (CV) for selecionado para a vaga.

O primeiro passo, conforme já informado no artigo anterior, é buscar informações sobre a empresa que está recrutando, ou seja, estude o website da empresa, missão, valores, objetivos, nome do presidente e diretores, entre outras informações, que irão dar embasamento e apoio nas entrevistas. Conhecer a empresa ou pelo menos estudá-la antes, irá fazer toda a diferença no momento da contratação.

O segundo passo é se preparar para as dinâmicas e entrevistas pessoais com os recrutadores. Normalmente, a empresa faz uma triagem dos currículos, seleciona alguns candidatos para uma dinâmica em grupo e aplica testes psicológicos e comportamentais. Os candidatos que forem aprovados serão encaminhados para a parte final da contratação: a entrevista com o gestor da área.

A seguir, algumas dicas para se destacar na dinâmica em grupo:

  • O mais importante é mostrar interesse pela vaga. Preste muita atenção quando o recrutador e outros colegas estiverem falando, isso demonstra respeito e interesse pelo assunto.
  • Seja você mesmo, natural. Os recrutadores conseguem avaliar através dos comportamentos, se os candidatos estão “maquiando” ou forçando alguma situação para se destacar.
  • Demostre proatividade, este é um dos fatores mais importantes para qualquer vaga na atualidade. Busque iniciar ou participar das perguntas e respostas, solicite informações, demonstre o interesse necessário (porém com um certo limite para não se expor demais).

Já se foi o tempo que o profissional era contratado somente para fazer uma determinada tarefa. Os sistemas evoluem, os processos são automatizados, novas demandas surgem, novas obrigações fiscais aparecem, e o resultado destas constantes mudanças se refletem no dia a dia dos profissionais. Sem a proatividade (vontade de evoluir, buscar conhecimento, sair da zona de conforto) o profissional será facilmente substituído.

  • Seja verdadeiro nas respostas, porém analise as perguntas antes de responder. Verifique a melhor abordagem para aquela pergunta. Nas dinâmicas, não existem respostas certas ou erradas, tudo é questão de interpretação, portanto, seja inteligente para não dar uma resposta trivial ou que não agregue valor.
  • É comum nas dinâmicas e entrevistas, o candidato estar nervoso, ansioso e até com um certo medo das perguntas ou situações que irá passar, porém, lembre-se que todos estão ali com o mesmo objetivo e condições que você.

Mantenha-se sempre calmo, controle a respiração e principalmente o tom da sua voz. Falar muito alto, muito baixo ou muito rápido pode demonstrar um baixo nível de maturidade ou insegurança. Este ponto de atenção também serve para os gestos com as mãos e os pés, bem como, ficar se movimentando na cadeira a todo instante.

  • Não siga as mesmas respostas dos outros candidatos. É comum observar que quando o primeiro candidato apresenta uma resposta, os outros seguem na mesma linha.

Para se destacar no mercado de trabalho o candidato não pode somente fazer a mesma coisa que os outros ou responder as perguntas com as mesmas respostas. Busque uma alternativa, pense de uma outra maneira (fora da caixa) para a pergunta e, automaticamente, irá ter uma outra resposta. Caso não tenha entendido a pergunta ou situação, peça para o recrutador repetir (isso não tem problema algum).

A seguir, serão apresentadas algumas situações no momento da Entrevista com o Gestor da área.

  • Parabéns, você está quase contratado. Só depende de você.

Quando o candidato é selecionado para entrevista com o gestor, isso sugere que ele possui o CV e comportamentos apropriados para a vaga, porém ainda depende de uma aprovação do gestor. O mesmo precisa conhecer os candidatos e avaliar mais tecnicamente e através do feeling, qual se enquadra melhor para a oportunidade em aberto.

  • Neste momento, procure ouvir mais e falar menos. Preste muita atenção no gestor e nas situações expostas. Responda com firmeza e clareza todas as perguntas, sejam pessoais ou profissionais.

Pode ocorrer no momento da entrevista o gestor realizar algumas perguntas que você não tenha conhecimento ou nunca tenha atuado profissionalmente. Neste momento, mantenha a tranquilidade e informe que você ainda não teve a oportunidade de trabalhar com aquela situação, mais é um dos seus objetivos profissionais, e que irá estudar e solicitar apoio para conseguir atender a esta necessidade. (O candidato que responder somente que não conhece aquela situação e ponto, não irá agregar em nada e automaticamente, apresentará uma falta de proatividade e iniciativa).

  • Cuidado com as pegadinhas. Pode ocorrer em entrevistas, de o gestor realizar alguma afirmação errada, justamente para verificar se o candidato está alinhado com a conversa e se possui senso crítico para as respostas.

Temos o habito de sempre concordar com alguém que está em nível superior de conhecimento na área ou possui mais experiência que nós. Neste momento, as pegadinhas irão ajudar o gestor a detectar se o candidato possui um diferencial. O gestor pode realizar perguntas do tipo: Tive um problema no meu Windows Server 2010, você já trabalhou com ele? Ou, você pretende tirar a certificação “XPTO” (itens que não existem)? Se o candidato não estiver 100% atendo irá concordar com todas as afirmações ou responder que é um dos objetivos dele tirar aquela certificação. Cuidado!

  • Procure iniciativa e pergunte ao gestor como é o dia a dia para aquela vaga, quais são as características e habilidades que o candidato deve possuir. Pergunte, se tiver oportunidade, quais são os novos projetos para a área de TI, quais sistemas a empresa utiliza, entre outras perguntas que podem ser relevantes para aquela vaga.

Neste momento da entrevista, o candidato também precisa saber se é exatamente esta vaga que ele está buscando. Com o decorrer da conversa, se o candidato verificar que não era aquilo que ele imaginava ou a oportunidade não chamou mais a sua atenção, seja 100% transparente e informe ao gestor que você estava com outra visão sobre a vaga e, para aquele momento da sua carreira profissional, a vaga não é interessante.

Quando o candidato está participando de uma entrevista para uma nova oportunidade, ele precisa demonstrar 100% de interesse, porém não pode continuar no processo seletivo se aquela vaga não está condizente com as suas expectativas. A transparência é um sinal de respeito pela empresa e pelo recrutador que irá dar credibilidade, mesmo quando o candidato resolver sair do processo seletivo.

Por fim, quando a entrevista for finalizada e caso o candidato tenha se identificado 100% com a vaga, demonstre mais uma vez o total interesse e disponibilidade para o gestor entrar em contato, tirar novas dúvidas, entre outros. Informe que se for necessárias novas entrevistas, você estará à disposição!

Para finalizar este artigo, espero que estas dicas contribuam com os candidatos que estão participando ou irão participar de novas oportunidades de trabalho. Boa sorte a todos!

Fonte da imagem: http://www.idagospel.com/

Gustavo de Castro Rafael

Fundador da PDCA TI – Consultoria & Treinamentos. Consultor com mais de 7 anos de experiência nas áreas de Governança de TI, Gestão de TI e Segurança da Informação. Responsável por diversos projetos em empresas de médio e grande porte nos setores de saúde, industrial, alimentício, financeiro, sucroenergético e serviços.


Artigo com publicação autorizada nos sites: itfriends.org, profissionaisti.com.br, tiespecialistas.com.br e Linkedin

Posted in Carreira and tagged , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *